Corda Para Linha de Vida: Onde Usar?

Corda para linha de vida

Você não sabe como utilizar a corda para linha vida ou onde o seu uso é mais indicado?

Primeiramente, saiba que se quiser executar algum serviço em altura de forma segura, precisa usar a linha de vida.

Mas, esse equipamento de proteção pode ser feito de vários materiais diferentes, e cada um possui seus requisitos.

Quer saber mais sobre isso? Vamos te explicar tudo isso e muito mais neste artigo.

O que é uma Corda para Linha de Vida ou Linha de Ancoragem?

É a corda utilizada na composição de uma linha de vida, acessório muito utilizado nas indústrias.

A linha de vida ou de ancoragem é um equipamento de proteção contra quedas em altura.

Essa linha geralmente é composta por um cabo, corda ou fita sintética, e um trilho ou viga metálica.

Ela deve ser instalada em, no mínimo, dois pontos de ancoragem diferentes.

A corda para linha de vida é utilizada para fazer a conexão ao cinto de segurança, por meio de um trava queda ou talabarte.

Assim, os trabalhadores realizam um trabalho em altura e ficam protegidos contra possíveis quedas.

Para que tipo de trabalho a linha de vida com corda é indicada?

A corda é indicada para muitas atividades realizadas em alturas superiores a dois metros.

Trabalhos em andaimes, escadas e plataformas, por exemplo, são mais arriscados e precisam de proteção.

Uma linha de vida pode ser utilizada em escavações, atividades mineradoras, carga e descarga de caminhões, manutenção industrial, pontes rolantes e construção naval.

Porém, algumas dessas atividades são totalmente contraindicadas para a corda, já que deve-se evitar ao máximo trabalhos que a exponha a uma condição cortante ou extrema.

Para essas atividades, o recomendado é utilizar linhas de vida mais resistentes ao desgaste e à ruptura, como o cabo de aço.

Quais são os requisitos de uso da Corda para Linha de Vida?

Como e onde usar a corda para linha de vida é uma pergunta frequente e necessária.

Saber o que fazer com este material, principalmente em um trabalho que exige maior proteção, é essencial para nortear a sua utilização.

Em primeiro lugar, é necessário excluir de vez a possibilidade de usar corda em um ambiente com objetos cortantes e/ou corrosivos.

Além disso, não é indicado também usar a corda em áreas com grandes vãos ou que requer um longo tempo de uso do material.

A fita e a corda para linha de vida são materiais mais leves e de mais fácil utilização e manuseio.

Por isso, são indicadas para atividades planejadas e rápidas ou locais de difícil acesso, onde são ancoradas em elementos fixos.

Trabalhos realizados por alpinistas, por exemplo, bem como resgates e emergências, são situações em que é indicado usar a corda.

Onde a linha de vida é mais utilizada?

Segurança em grandes construções
As linhas de vida são utilizadas pela segurança dos operários na execução de trabalhos em altura.

A linha de vida é usada principalmente no ramo da construção civil, isto é, desde os primórdios dessa área.

O sistema é empregado quando não existem outros meios de proteção coletiva contra quedas.

Os serviços que mais dependem da linha de vida são, definitivamente, os que são feitos em altura.

Quais são os tipos de linha que existem?

Existem tipos distintos de linhas de vida. Elas podem ser horizontais ou verticais, fixas ou móveis.

Para escolher o tipo ideal para cada serviço, é necessário que seja feita uma análise por um profissional de segurança do trabalho, para cada atividade em altura que deve ser realizada.

Agora, entenda um pouco mais sobre os tipos de linha de vida.

Linha de vida móvel horizontal ou vertical

As linhas de vida móveis podem ser montadas, desmontadas ou movimentadas de sua posição.

Seus pontos de utilização devem ser pré-determinados, mas, podem ser alterados caso seja necessário e permitido.

E, apesar de serem fáceis de movimentar e remover, essas linhas de ancoragem são equipamentos seguros.

Todas as etapas de uma construção ou reforma devem ser completamente seguras, e os acessórios utilizados devem ser adaptados a cada uma delas.

Dessa forma, seguindo a evolução da obra, o posicionamento da linha de vida muitas vezes precisa ser alterado.

A seguir, veja uma lista dos principais tipos de linha de vida móvel horizontal ou vertical, disponíveis no mercado:

Linha vertical com corda

É um tipo de linha de vida vertical móvel que usa um bastão telescópico com um gancho de ancoragem em uma de suas extremidades.

Esse gancho pode ser conectado ao ponto de ancoragem indicado acima do trabalhador, tendo uma corda conectada a ele.

Linha móvel horizontal

É composta por perfis tubulares em aço nas bases, cantoneiras e peças metálicas fixadas com parafusos.

Esse tipo de linha de vida móvel foi projetado principalmente para uso em carga e descarga de caminhões e vagões de trem.

Além disso, ela também é utilizada como ponto de ancoragem para a manutenção de máquinas e tubulações.

Linha horizontal temporária

Consiste em um sistema portátil horizontal, que geralmente é composto por uma fita ou cabo com sistema de travamento.

A linha de vida horizontal temporária é leve e fácil de ser transportada por um trabalhador.

Além do mais, ainda é possível que dois trabalhadores utilizem essa linha simultaneamente.

Linha de vida fixa horizontal ou vertical

Assim como existem as linhas de vida móveis, também há aquelas que são fixas e não podem sofrer alterações em suas posições.

Portanto, uma linha fixa é ideal para atividades que não exigem uma mudança em seu posicionamento.

Isso pode garantir vários benefícios, como a economia de tempo, que seria perdida na montagem e desmontagem da linha de vida.

Veja agora agora exemplo de linha fixa vertical e horizontal:

Linha fixa vertical

Como o próprio nome diz, essa linha de vida se trata de um sistema fixo e vertical.

Ela normalmente é composta por um cabo de aço ou trilho metálico, com pontos de ancoragem que podem ser intermediários ou em suas extremidades.

É também possível fazer o uso simultâneo por um ou mais trabalhadores.

Linha fixa horizontal

Já essa linha segue muitas das mesmas características da outra, exceto no que diz respeito ao fato de ser um sistema horizontal.

Ele também é, geralmente, composto por um cabo de aço ou trilho metálico, possuindo como alternativa os pontos de ancoragem intermediários e também os extremos.

O uso simultâneo também é permitido.

Para escolher uma corda para linha de vida, ou um tipo de linha específica, não deve-se olhar apenas pelo lado dos baixos custos.

Você deve analisar diversos fatores, levando em consideração, principalmente, as necessidades do trabalho que deseja executar.

Além, é claro, da segurança de cada um dos trabalhadores envolvidos.

Como a linha de vida é instalada?

Como é um trabalho que se trata quase que exclusivamente da segurança do trabalho, é claro que é necessário contar com um profissional.

Para que uma linha de vida seja instalada, deve-se fazer um projeto com um Engenheiro Civil, Mecânico ou com outra especialização parecida.

Aliás, é preciso também que o profissional seja habilitado e autorizado a realizar o dimensionamento da linha vida.

Além disso, ele também deve recolher a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART)

Essa anotação é responsável por entregar a responsabilidade do serviço de instalação nas mãos do Engenheiro.

A linha de vida é um equipamento que deve ser utilizado em qualquer ocasião onde não seja possível proteger os trabalhadores de possíveis quedas.

Logo, é obrigação de quem está comandando a obra, fornecer os cintos e outros materiais de segurança.

O cinto deve ser utilizado com um trava quedas, talabarte ou trava quedas retrátil, assim podendo evitar uma queda. 

Os cintos de segurança devem ser ancorados em um local determinado para proteger adequadamente a pessoa que vai realizar o serviço.

Esse local é chamado de ponto de ancoragem, e o mais indicado é que ele seja determinado antes de iniciar o trabalho.

O uso da linha de vida nem sempre é obrigatório, ou o melhor modo de evitar acidentes. 

Por isso, seu uso deve sempre ser acompanhado por outras medidas de segurança.

O alpinismo industrial, técnica usada em trabalhos em altura, visa sempre manter todas as medidas necessárias para a segurança do operário.

Além disso, a estratégia reduz os custos e o tempo de operação, além de pensar em diversas possibilidades de alcançar áreas de difícil acesso.

ServiLub é especialista em alpinismo industrial, e conta com profissionais qualificados, capazes de te ajudar a atuar com segurança no trabalho em altura.

Nós priorizamos parcerias a longo prazo e temos a missão de ser o fornecedor de serviços de alpinismo industrial mais confiável de nossos clientes.

Se deseja garantir um trabalho em altura seguro, rápido e econômico, entre em contato através do telefone (27) 3256-1025 ou do e-mail comercial@servilub.com.br. 

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.