Quais os Tipos de Lubrificantes Industriais?

Zoom em engrenagem industrial sendo lubrificada.

Existem, de forma ampla, três grandes tipos de lubrificantes industriais: lubrificantes minerais, lubrificantes sintéticos, e lubrificantes semissintéticos.

Escolher o lubrificante correto é parte fundamental do trabalho de manutenção, garantindo a integridade do processo de produção e a longevidade dos ativos envolvidos.

Vamos falar um pouco sobre cada um desses tipos e suas principais características.

Lubrificantes Industriais Minerais

Os lubrificantes minerais são todos derivados do petróleo em seu estado natural. São formados por uma mistura de hidrocarbonetos e considerados uma alternativa mais barata em relação aos óleos sintéticos.

Essa redução de custo se dá pelo fato de quê os lubrificantes minerais variam mais a sua viscosidade de acordo com a temperatura.

Apesar desse benefício, eles possuem substâncias que, com o passar do tempo, geram impurezas. Por esse motivos, os lubrificantes minerais normalmente são substituídos com mais frequência.

Os lubrificantes minerais dividem-se em ainda três subtipos: os parafínicos, os naftênicos, e os mistos.

  • Parafínicos
    Os parafínicos são utilizados em ambientes de alta temperatura. Como oxidam lentamente, possuem uma melhor resistência às altas temperaturas e não alteram significativamente sua viscosidade.
  • Naftênicos
    Já os naftênicos são aplicados em locais de baixa temperatura.
  • Mistos
    Os mistos, como o nome sugere, são uma combinação entre os parafínicos e naftênicos, normalmente em igual proporção.

Lubrificantes Industriais Sintéticos

Os lubrificantes sintéticos são criados através da alteração química do petróleo. O processo é mais elaborado do que a simples refinação do petróleo, portanto o produto final tem um custo elevado em relação aos lubrificantes minerais.

Possui um grande durabilidade e um baixíssimo custo de manutenção, o que acaba por também influenciar no valor final do produto. Os lubrificantes sintéticos possuem um série de subvisisões:

  • Hidrocarbonetos Sintéticos
    Esse tipo de lubrificante é sintetizado quimicamente ao extremo, fazendo com que o produto final seja livre de impurezas e altamente resiste à oxidação.
  • Poliolésteres
    São lubrificantes muito mais refinados, normalmente utilizados em óleos hidráulicos e fluidos de corte.
  • Diésteres
    Os diésteres são formados através da ligação química enre ácidos e álcoois. Essa ligação é alcançada através de um rigoroso processo de desitradação. Esse é o tipo de ubrificante mais utilizado no mundo, uma vez que oferece extrema resistência tanto a altas quanto baixas temperaturas.
  • Óleos de Silicone
    Também são resistentes a extremos de temperatura e possuem um excelente nível de viscosidade. Algumas variações são compostas de fluorsilicone, tornando-os resistêntes a produtos químicos ácidos.
  • Poliésteres Perfluorados
    Os perfluorados são os lubrificantes que possuem mais estabilidade química, sendo altamente resistentes a diversos produtos químicos.

    No entanto, não é recomenda a sua aplicação em ambientes de alta temperatura. Quando ultrapassa os 260°C, esse tipo de lubrificante pode liberar vapores altamente tóxicos.

Lubrificantes Semissintéticos

O último tipo de lubrificante industrial são os semissintéticos, que são uma simples combinação entre os lubrificantes sintéticos e minerais.

Essa é normalmente uma decisão puramente econômica, uma vez que os lubrificantes sintéticos são bem mais caros do que os lubrificantes minerais.

Na mistura, busca-se adicionar uma certa quantidade de lubrificante sintético ao mineral para que ele seja incrementado alguma propriedade, de acordo com a necessidade.

Estado Físico dos Lubrificantes Industriais

Além disso, os tipos de lubrificante industrial podem ainda ser categorizados de acordo com seu estado físico.

  • Lubrificantes Líquidos
    São usados em ativos submetidos à altas velocidades. Não interferem no atrito devido ao seu baixo nível de viscosidade.
  • Lubrificantes Pastosos (Graxas)
    A graxa é a combinação entre o lubrificante e algum agente espessante, produzindo um material pseudoplástico. É altamente versátil e utilizada em uma infinidade de aplicações na indústria.
  • Lubrificantes Sólidos
    Os lubrificantes sólidos são utilizados em condições extremas de atrito. Produzem uma camada resistente de lubrificação na superfície dos ativos em questão.
  • Lubrificantes Gasosos
    São utilizados quando é preciso que o filme lubrificantes seja extremamente fino. Os gases normalmente envolvidos nesse processo são o hélio e o nitrogênio.

    Podem ser usados em diversas temperaturas e quase não geram atrito. Porém não possuem grande capacidade de carga, exigindo que as peças envolvidas no processo tenham um acabamento finíssimo.
Aplicação de graxa em um rolamento.

A Importância da Lubrificação

Mais crucial do que saber quais os tipos de lubrificantes industriais é entender a sua importância.

Milhões em recursos são investidos constantemente em pesquisas científicas na áreas de química, engenharia e física para desenvolver as melhores ferramentas para uma boa manutenção industrial.

A lubrificação é somente uma peça de um grande quebra cabeça de tecnologias voltadas para garantir a sustentabilidade e funcionamento otimizado de linhas de produção.

Uma empresa que entende essa importância e trabalha constantemente para otimizar seus serviços é a ServiLub. Com 30 anos de experiência combinados, os profissionais da ServiLub não medem esforços quando o assunto é manutenção industrial.

Entre em contato agora mesmo através do telefone (27) 3256-1025 ou do email comercial@servilub.com.br e conheça os serviços.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.