Quais os Tipos de Correntes Industriais – Conheça os Principais

Correntes transportadoras

Conhecer os tipos de correntes industriais é fundamental para a correta utilização de diferentes máquinas no setor industrial.

Elas geralmente são usadas em vários setores da indústria, entre eles: setor automotivo, siderúrgico, hidrelétrico, madeireiro, químico, alimentício, petroquímico e nos setores do papel, da celulose e das máquinas.

As correntes industriais entregam eficiência, força, ganho energético e produtividade em qualquer que seja o tipo de indústria, porém, existe um tipo específico de corrente para cada setor de produção.

Por esse motivo, saber qual tipo de corrente se adequa ao seu negócio é importantíssimo, visto que o uso incorreto delas pode gerar prejuízo e também uma queda significativa de produtividade.

Então, este artigo é para você que precisa conhecer melhor os tipos de correntes industriais e descobrir qual delas é a melhor para você. Veja!

Corrente Industrial
Corrente Industrial

O que é e para que serve cada um dos tipos de correntes industriais?

As correntes industriais são aquelas que não possuem extremidades, ou seja, são correntes fechadas.

Em sua utilização, elas contam com duas ou mais engrenagens, peças também conhecidas como rodas dentadas.

A transmissão feita pelas correntes e pelas rodas dentadas permite que o sentido de rotação do eixo motriz seja mantido na rotação do eixo movido.

Já quanto à função das correntes industriais, é importante saber que existem vários modelos que variam sua funcionalidade de acordo com a sua atuação em cada setor da indústria.

Porém, o que praticamente todas as correntes possuem em comum é o fato de executarem três funções básicas. São elas:

  1. Transmitir potências

As correntes industriais, junto com as engrenagens, são utilizadas para transmitir a força de uma peça para a outra, tendo um papel essencial e totalmente apropriado para essa função.

Com a transmissão da força e com o engrenamento com os dentes das rodas dentadas, o resultado final é de uma relação de velocidades positiva.

  1. Transportar materiais

As correntes industriais também são usadas para deslocar materiais. Para isso, são adaptadas com aditamentos, que são os elementos que levam as cargas. Algumas correntes projetadas para transporte são os transportadores de talisca, transportadores de arraste e elevadores de caneca.

  1. Sincronizar

A sincronização das máquinas é outro papel importante executado pelas correntes industriais.

Um exemplo disso é o que acontece com os motores Industriais de combustão interna, em que são utilizadas correntes para obtenção do controle de acionamento das válvulas.

Aproveite e entenda como funciona a lubrificação de correntes industriais aqui!

Principais Tipos de correntes industriais 

Correntes transportadoras
Corrente Transportadora

Existem vários tipos de correntes industriais disponíveis para compra, porém, os modelos mais utilizados pelo setor industrial são:

Corrente de Transmissão

Como o nome já sugere, as correntes de transmissão servem para transmitir potência, transportando a força e a rotação da engrenagem motriz até a movida.

Elas são muito utilizadas em máquinas que trabalham com baixa rotação, em aplicações com materiais que causam muita corrosão e que precisam suportar cargas mais pesadas, como: empilhadeiras, escavadeiras, moinhos e outras.

Corrente Transportadora

As correntes transportadoras possuem modelos de diferentes estilos.

Elas são usadas para transportar materiais pela área de produção industrial, e são, geralmente, mais utilizadas em setores como mineração, grãos e também na área de produção de alimentos.

Correntes de Rolo

Esse tipo de corrente é o mais comum e mais utilizado, possuindo uma maior resistência mecânica.

A corrente de rolo é construída com base nos elos externos e internos, sendo um deles composto por duas placas do lado externo e dois pinos, enquanto o outro contém duas talas do lado interno, dois rolos e duas buchas, na ordem.

Corrente com Bucha

Esse tipo de corrente mantém as buchas em contato direto com algumas partes da roda dentada, além de ter os rolos omitidos.

Por esse motivo, a lubrificação correta deste tipo de equipamento se torna extremamente essencial, visto que, com a ausência de rolos a corrente sofre maior desgaste, além de produzir uma grande quantidade de ruídos.

Corrente de Passo Longo

A corrente de passo longo, ou duplo, é chamada assim por ter o passo maior do que o comum, enquanto as medidas dos rolos, buchas e pinos não se diferenciam se sua contraparte de passo comum.

Apesar dessas correntes serem produzidas para suportar cargas muito pesadas e aplicações variadas, algumas situações podem trazer consequências como a corrosão e o desgaste.

Elas são construídas com folgas, entre componentes, maiores do que costumamos encontrar em outras correntes, permitindo que, mesmo que um material se acumule entre as peças, a corrente continue girando sem nenhum dano 

Componentes de uma corrente industrial

Geralmente, uma corrente industrial é composta de rolos, pinos, buchas e talas. Vamos falar um pouco mais sobre cada um deles?

Rolos

O rolo é a parte do equipamento responsável por receber a carga de impacto ao atingir a roda dentada durante o engate da máquina, mudando seu ponto de contato e equilíbrio após isso.

A superfície interna dos rolos também são responsáveis por suportar cargas, durante o tempo em que eles giram nos trilhos.

Essas peças exigem força e resistência para conseguir lidar contra os choques, o desgaste e também contra a compressão.

Pinos

Os pinos são peças fortes que suportam as forças que são transmitidas pelas talas, além de servir de suporte de carga, junto com as buchas, durante o engate da roda dentada.

Talas

As talas são ferramentas essenciais para que a corrente suporte a tensão colocada sobre ela, tensão esta que se repete de forma cíclica.

Elas devem ser resistentes a alguns fatores ambientais, como a temperatura, a abrasão e a corrosão, além de precisar apresentar resistência à tração estática e também às forças dinâmicas de carga e choque.

Buchas

As buchas também são outras estruturas que precisam suportar grandes quantidades de carga e tensão.

Elas recebem as tensões de cisalhamento e de flexão que são enviadas pela tala e pelo rolo, como já dito anteriormente.

Além disso, a engate da corrente na roda dentada ainda transmite cargas de choque para a bucha e, por isso, elas precisam ter muita resistência contra essas forças.

Principais Aplicações da Corrente Industrial

As correntes industriais são muito utilizadas em aplicações como:

  • Equipamentos usados para transporte e manuseio de materiais
  • Transmissão de potência
  • Plataformas de perfuração de poços de petróleo
  • Indústria do setor de transportes
  • Máquinas industriais utilizadas em marcenarias
  • Máquinas de levantamento de cargas
  • Máquinas agrícolas
  • Máquinas utilizadas na construção civil.

E para obter o melhor serviço industrial e melhorar a flexibilidade e a produtividade do seu negócio você pode recorrer a uma empresa de serviços industriais. 

A ServiLub atua há mais de 20 anos na entrega de serviços de manutenção e lubrificação industrial, dispondo de profissionais que garantem um bom resultado no trabalho que é ofertado.

Entre em contato pelo email comercial@servilub.com.br ou faça uma ligação para o número (27) 3256-1025 e agende uma conversa.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.