O que é Sistema de Lubrificação? – Entenda

Você sabe o que é um sistema de lubrificação? Sabe por que se tornou tão importante no setor industrial?

Se a resposta para essas perguntas foi não, então você clicou no lugar certo.

Estamos a cada dia tendo mais contato com motores elétricos, peças fundamentais para o funcionamento de diversos itens que temos em nossa própria casa.

Continue lendo para saber o que é sistema de lubrificação, por que ele é tão importante e como ele está ligado ao funcionamento dos motores elétricos.

Aproveite e conheça os tipos de motores elétricos aqui!

O que é Sistema de Lubrificação?

Um sistema de lubrificação é uma ferramenta essencial para a preservação dos elementos móveis de um motor.

No geral, sua forma de funcionamento é relativamente simples, envolvendo o uso de componentes hidráulicos para a circulação de óleo em um circuito fechado, evitando, dessa forma, o atrito e desgaste das peças.

Porém, essa não é a única função do sistema de lubrificação e dos lubrificantes. 

Na verdade, os motivos por trás da importância de se obter essa ferramenta são bem variados, apesar da redução de atrito ser o principal.

Entre as outras funções dos lubrificantes, podemos citar:

  • Minimização da corrosão de superfícies metálicas
  • Redução da formação de 

sedimentos

  • Contribuição em uma operação sem falhas mecânicas
  • Redução da temperatura
  • Aumentar a vida útil do motor
  • Prevenção da contaminação do sistema.

Como um Sistema de Lubrificação Funciona?

Primeiramente, é válido lembrar que o atrito não é um tipo de falha da máquina. 

Pelo contrário, ele é uma peça essencial para o funcionamento de um motor, pois sem ele nada no sistema poderia se mover.

O atrito nada mais é do que uma força que atua em dois ou mais corpos que estão em contato.

Porém, sem a lubrificação correta das peças e com o atrito em desequilíbrio, o motor gera muito mais calor e as peças começam a se desgastar. 

Por isso o uso do lubrificante é tão importante, pois ele reduz e controla a força do atrito.

Agora, já entendendo sobre o que é o atrito e o que seu excesso causa, podemos saber como é a atuação de um sistema de lubrificação.

Inicialmente, o óleo fica depositado em um reservatório chamado de cárter.

O pescador, outra peça, fica responsável por transportar e filtrar esse óleo, que logo após vai para a bomba.

A bomba, por sua vez, é girada pela rotação do motor e, dessa forma, libera o óleo pelo sistema onde a pressão faz com que ele seja bombeado até chegar na válvula de alívio e entrar em um filtro.

Depois disso, o óleo é passado para uma galeria e distribuído por todo o motor.

Depois de lubrificar todas as peças do motor, o lubrificante retorna ao cárter e recomeça todo o ciclo.

Processo de aplicação automática 

No processo automático de aplicação é possível controlar a frequência e a quantidade de lubrificante necessária.

O maior benefício dessa prática é saber que o lubrificante foi corretamente espalhado pelas peças.

Processo de aplicação manual

Ao contrário da primeira, na aplicação manual é o próprio operador que aplica o lubrificante.

Geralmente, a quantidade de produto aplicada é grande, para assim diminuir a frequência de aplicação e não prejudicar a máquina.

Do que um Sistema de Lubrificação é composto?

Geralmente, um Sistema de Lubrificação é composto de:

  1. Cárter: é onde o óleo fica reservado para uso.
  2. Bomba: a bomba de óleo possui a função de proporcionar a lubrificação de um motor. Ela faz isso sugando o óleo do cárter e enviando-o para as tubulações.
  3. Pescador: fica ligado à bomba. É responsável por pegar o óleo do cárter e filtrá-lo em sua peneira.
  4. Interruptor de pressão: o interruptor de pressão está presente na bomba do motor, avisando quando há falta de pressão no sistema.
  5. Válvula de alívio de pressão: quando o sistema apresenta um alto nível de pressão, ela é responsável por desviar essa pressão e eliminar os riscos.
  6. Filtro: o filtro é utilizado para filtrar o óleo, ou seja, limpá-lo. Assim, o lubrificante pode circular pelo sistema sem carregar impurezas, evitando possíveis danos ao motor.
  7. Lubrificante: o principal item do sistema de lubrificação possui características distintas para diferentes tipos de motores. É ele quem vai percorrer a máquina.
Aplicador manual de óleo lubrificante
Aplicador manual de óleo lubrificante

Por que o Sistema de Lubrificação é Importante?

Como uma das principais funções de um sistema de lubrificação é prevenir falhas das peças devido ao atrito e ao desgaste, o maior motivo de sua importância é o aumento da vida útil de um motor.

A lubrificação permite que o motor trabalhe em condições ideais e aumente sua produtividade.

Saiba mais sobre a lubrificação de motores elétricos.

Sistema de Lubrificação Centralizado – O que é? 

O sistema centralizado de lubrificação é um sistema de aplicação de óleo que lubrifica corretamente todos os pontos de um motor a partir de um reservatório central.

Entre seus principais benefícios estão: 

  • Produtividade
  • Segurança
  • Eficiência
  • Economia
  • Preservação do meio ambiente
  • Confiabilidade
  • E redução de custos.

Principais falhas que acometem um motor mal lubrificado

Para começar, é necessário saber que dificilmente as falhas que atingem um motor estão relacionadas a um problema com uma peça.

Geralmente, esses defeitos estão ligados à lubrificação incorreta do sistema, como os erros na frequência de aplicação ou na escolha do lubrificante.

Das falhas que atingem um motor, as principais são:

  • Desgaste das peças

O desgaste das peças é um processo natural de qualquer motor, porém, ele pode ser retardado quando a máquina é corretamente lubrificada.

Quando mal lubrificadas, as peças passam a se desgastar mais rapidamente, causando problemas e necessitando serem trocadas.

  • Depósito de detritos e substâncias

Esses detritos, quando acumulados, podem acabar entrando na circulação do óleo e prejudicando o funcionamento das peças, que começam a ficar coladas umas nas outras.

Isso acontece quando os filtros não conseguem limpar o óleo.

  • Pressão inadequada do óleo

A alteração na pressão do óleo também apresenta sérios riscos às máquinas.

Ela pode ficar alta demais, baixa, com flutuação ou até mesmo nula, e isso é ruim em todos os casos, pois o óleo precisa estar com a pressão equilibrada.

Existem diversos fatores que podem causar essas alterações, dentre eles: mancais desgastados, alto grau de viscosidade do óleo, mola excessivamente rígida, bomba de óleo danificada, pouca quantidade de lubrificante, válvula de alívio danificada ou com defeito, linha de óleo entupida, baixa temperatura, alta temperatura, entre outros.

  • Corrosão de peças do motor

A corrosão pode ser causada pela presença de água na graxa lubrificante.

Essa água, que na maioria das vezes é produto de combustão, pode acabar passando por condensação dentro do sistema ou da cárter, para ser mais específico.

Porém, é mais provável que isso aconteça quando a temperatura do motor estiver muito baixa.

Mas, como já foi dito, você pode evitar tudo isso, principalmente se tiver o apoio de profissionais especializados no assunto.

Com mais de 20 anos trabalhando no setor industrial, a ServiLub dispõe de profissionais que garantem um bom resultado no trabalho que oferecem. Trabalhamos também no desenvolvimento instalação e manutenção de sistemas de lubrificação SKF. Entre em contato agora para te ajudarmos!

Especializada na prestação de serviços de manutenção e lubrificação industrial, a Servilub é a melhor opção para você que quer adquirir um tratamento preventivo para os seus motores.

Entre em contato pelo email comercial@servilub.com.br ou faça uma ligação para o número (27) 3256-1025 e agende uma conversa.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.